Skip to main content
conar

Você tem medo do CONAR sem conhecer?

Lembra da propaganda do gato preto que dava azar? Da marca de cerveja que incitava à iniciação sexual precoce? Da loja que falava que você escolhia o preço e quando você ia comprar tinha uma surpresa? Da marca artigos esportivos que faziam incitação ao turismo sexual… Enfim, o que há de comum em todas essas propagandas? Nada de tão grave a não ser o fato de que todas foram vetadas pelo CONAR, esse órgão que muito publicitário teme. Mas afinal o que é isso?

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária ou simplesmente CONAR é o órgão que serve como fiscal das propagandas que vemos todos os dias. Sejam peças pra rádio, impressas, televisivas entre outras, o CONAR analisa as propagandas que estão no ar e se caso alguma seja enganosa, ofensiva, abusiva, tenha teor preconceituoso ou violento o órgão certamente, mediante denuncias, faz seu papel. Por dia o CONAR recebe várias ligações e veta inúmeras propagandas por apresentarem alguns desses pontos que falei.

Criado em 1980 por várias organizações de comunicação como a ABAP (Associação Brasileira de Agências de Publicidade), ABA (Associação Brasileira de Anunciantes), ANJ (Associação Nacional de Jornais), entre outras com a finalidade de combater a falta de ética de algumas campanhas. Esse Conselho é a primeira organização da sociedade civil brasileira dedicada à autodisciplina. Ser enganado é chato, ser enganado por propaganda é mais chato ainda e revoltante. Certamente já aconteceu com você ou alguém que você conhece ver uma propaganda com uma oferta X e quando você foi verificar era Y, ou então basta abrir algum site de propagandas antigas ou mesmo pesquisar nas revistas antigas dos seus avós pra ver como era recorrente propagandas com crianças fumando, com armas, machistas com homens fazendo as mulheres de tapetes persas… Enfim, pra combater questões como essas e como outras como que o CONAR foi pensado e sinceramente, que bom que eles fazem isso.

Mas ao contrário de que muita gente, principalmente os publicitários. O CONAR não é um órgão censor, não tem como função de censurar aquela sua propaganda que você passou horas naquele “Brainstorm” e acha que vai ganhar prêmios e mais prêmios se o CONAR deixar. Não é assim, o órgão só regula pra ver se a sua propaganda não ofende e nem engana ninguém. Se esse não for o caso, fica tranquilo.

O que famoso Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária busca em nós publicitários é a disciplina e a ética para que possamos passar seriedade e credibilidade em nossas campanhas e na nossa profissão, isso não é pedir muito não é mesmo?

Comente aqui