Skip to main content
intensamente

Viva intensamente, seja EX4GERADO

Depois de superproduções de grande sucesso como Eduardo e Mônica e Metaformose Ambulante, a Vivo segue na mesma linha para homenagear os 30 anos da música Exagerado, de Cazuza. Em parceria com a agência Africa e a gravadora Musickeria, a campanha tem por objetivo relançar a música Exagerado em versão 3.0, que foi um grande hit dos anos 80, além de um filme.

 

A produção musical contou com a participação de grandes artistas que fazem parte do rock nacional, como Liminha, João Barone (Paralamas do Sucesso) e Dado Villa Lobos (Ex Legião Urbana), e a voz de Cazuza foi mantida como áudio original.

Ouça a música Exagerado 3.0

vivo intensamente ex4gerado Vivo apresenta EX4GERADO[/caption]

A Vivo irá presentear o Rio de Janeiro, por seus 450 anos, com a montagem da lona original do Circo Voador na Praia do Arpoador por 3 dias, exatamente como era nos anos 80. Neste mês de junho, nos dias 12,13 e 14, o local terá shows, fórum de ideias, poesias, entre outras atividades culturais. Esses eventos serão totalmente gratuitos.

No dia 12 de junho, a Vivo não só irá reinaugurar o Circo Voador, como também irá lançar a superprodução do filme EX4GERADO. Em breve será possível reservar os ingressos para ver ao filme e participar dos eventos no hotsite criado especialmente para essa ação.

Ao ser lançado, o filme EX4GERADO irá propor uma inteiração direta com o público, por meio de computadores e smartphones, propondo uma experiência diferenciada aos consumidores.

Vivo, o poder da conexão

A proposta da Vivo é transmitir o posicionamento da marca, de que a vida deve ser vivida intensamente, já que ela passa rápido demais (em analogia a velocidade do 4G), e, portanto, é preciso viver exageradamente, assim como Cazuza fez em seu caminho e suas composições. Além disso, com ações como essa, a Vivo mostra ao público de que esta é uma marca pautada pela criação e a distribuição de conteúdo que propõe ao consumidor uma experiência de qualidade e principalmente, inovadora.

Comente aqui