Skip to main content
uber vs táxi

Uber vs Táxi: quem tem razão?

Novamente voltamos a discutir o indiscutível: A proibição do aplicativo Uber volta a tona depois de ser pauta pela segunda vez na Câmara Municipal de São Paulo. O motivo até os nossos avós já sabem, porque até no Jornal Nacional já saiu. Os taxistas não querem, não aceitam e continuam fazendo birra e carreatas para o veto do projeto sobre o Uber.

 

Mas vamos lá, qual o problema desses marotos? Eles – os taxistas – reinvidicam o projeto de lei 349/2014 que proíbe o “uso de carros populares cadastrados em aplicativos para o transporte remunerado individual de pessoas”. Na prática, a proibição clara e objetiva de aplicativos como o Uber.

MAS ELES TÊM RAZÃO?

Partindo da ideia do querido Caetano Veloso, onde é proibido proibir, claro que não têm razão! Além de ser uma nova forma de contribuir para o bem do usuário, o Uber chega com diferenciais que somam muito mais do que qualquer outro serviço de transporte remunerado. Inclua nesse tópico, principalmente os taxistas e suas cooperativas atrasadas, que em sua maioria não ligam muito para a qualidade do serviço prestado, dado a hegemonia que antes pertenciam a eles.

taxi

Nessa bagunça, seguimos acompanhando manchetes, notícias em canais tradicionais, sites e blogs na internet, no twitter e nas redes sociais, todas proliferando as opiniões dos usuários (em sua grande maioria a favor do novo serviço) e as opiniões contrárias das Prefeituras onde o aplicativo atua. Dados da BBC Brasil mostram que já existem projetos de lei que buscam banir o Uber em 15 capitais e no Distrito Federal. E que vereadores de outras 13 capitais brasileiras já decidiram se antecipar a uma eventual chegada da empresa, ratificando o poder exclusivo de transporte individual aos taxistas. Detalhe: o Uber está presente em apenas QUATRO capitais brasileiras (Belo Horizonte, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro).

uber
é real, cara!

Em contrapartida tem vereador tentando aprovar emenda, através de brecha, para que, futuramente, a Prefeitura de São Paulo faça estudos para regulamentar o transporte individual de passageiros por meio de novas tecnologias. E temos também o próprio aplicativo, que sempre dá show nas ações em dias turbulentos feito o de hoje.

AS AÇÕES

Enquanto de um lado temos os taxistas e suas cooperativas antigas e convencionais, do outro está um aplicativo com uma visão de mercado bem amplo. Isso resultado em ações e parcerias ótimas, como oferecer viagens gratuitas durante protesto de taxistas, parcerias com redes de hotéis, ações com filmes de grande bilheteria, filmes clássicos e até recolhendo donativos para apoiar refugiados.

[UPDATE] Veja um comparativo entre o Uber e o Táxi e tire suas conclusões

comparativo uber taxi

O canal do YouTube, Só 1 Minuto, fez um vídeo satirizando como é pegar um táxi comparado ao Uber. Confira o vídeo e deixe nos comentários o que você achou.

Já o canal Os Primitivos, famoso por suas pegadinhas, fez uma pedindo Uber ao taxista. Veja o que aconteceu:

SOBRE O UBER

Fundada na Califórnia em 2009, a empresa já atua em diversos países, sempre provocando forte reação por parte dos taxistas convencionais, além de denúncias de falta de segurança. Chegou ao Brasil em 2014, por ocasião da Copa do Mundo.

CONCLUSÃO

Só podemos chegar a uma conclusão de imediato: Que é preciso estarmos abertos a debates mais amplo sobre tecnologia e mobilidade urbana. Ora, em outros países é possível pedir comida fresca via Uber, bem como navegar através de embarcações particulares via urbe também. Perceba que o plano é bem maior do que taxis, a tecnologia já não é mais futurística, nossa forma de consumir também não. E o mais legal disso tudo: Estamos sendo ouvidos, estão de fato, prestando atenção em nossas opiniões – e são essas opiniões que fazem serviços de qualidade como o Uber emergir em tanto serviço ruim, como a maioria dos taxistas.

Comente aqui