Skip to main content
Terremoto no La Bombonera

Um terremoto chamado La Bombonera

A Nike Argentina veio com uma ideia que irá provar a verdadeira paixão pelo esporte, em particular pelo futebol. Na final da Copa Argentina, em agosto desse ano entre Racing e o Boca Juniors, no La Bombonera, eles instalaram quatro sismógrafos no estádio para medir o quão aquele caldeirão treme.

Quando o Boca marcou o primeiro gol, o sismógrafo chegou a gerar vibrações como um terremoto de 6,4 na escala Richter. Daí comecei a entender o real motivo que todos comentam que o La Bombonera é um verdadeiro caldeirão que pulsa. Um dia pretendo visitá-lo (em dia de jogo, é claro).

Sobre a ação, eu gostei. A Nike valorizou a emoção do torcedor juntamente com a celebração da vitória do clube. Algo que você sente por dentro, uma emoção onde todos os movimentos geram vibrações tão poderosas que se pode compará-las a terremotos. Só sabe o que sente aquele que ama seu clube.

A criação ficou por conta da BBDO, de Buenos Aires.

Comente aqui

Thiago Acioli

Publicitário, Pós-graduado em Marketing Estratégico e criador do Publicitários Social Club.

Um comentário em “Um terremoto chamado La Bombonera

  1. Eu já fui lá. É lindo e apaixonante. No local onde fica a “barra brava”, torcida organizada do Boca, a arquibancada tem molas que vibram quando os torcedores pulam. E esse pulsar faz barulho de marretadas no vestiário dos visitantes, que fica estrategicamente colocado abaixo da arquibancada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *