Skip to main content
publicitario cerveja

A relação entre o publicitário e a cerveja

Tem da clara, da escura, de cevada, de trigo e até de milho. Todas bem geladas, refrescantes e em embalagens distintas, com tamanhos variados. Com rótulos bem elaborados, campanhas atrativas e de alto impacto, a cerveja é uma das bebidas mais consumidas no Brasil, onde o mercado encontra-se hoje, na terceira posição, atrás apenas dos Estados Unidos e da China.

Responsável por 2% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, com faturamento de 70 bilhões, o produto vem se diversificando e se expandindo cada vez mais no país, tanto com os rótulos populares, como com o crescimento dos produtos ditos “Premium”.

publicitário e cerveja

Mas, lendo o título, o que tem a ver a cerveja e o publicitário, além dos happy hours semanais? Eu te respondo: Tudo!

O publicitário, assim como a cerveja, é diversificado, cada profissional se especializa e atua em uma área distinta, sendo aproveitado da melhor forma possível.

A cerveja é um produto tangível, porém, ela oferece um serviço muito parecido com o do publicitário, que é o benefício, a satisfação, a felicidade e, por fim, o resultado de quem consome de forma consciente ou não.

O publicitário é do mesmo jeito. Você precisa saber que, assim como a cerveja, existem diversos tipos de publicitários e que um profissional sozinho não pode e não consegue fazer tudo, pois cada um tem uma especialização, ou melhor, uma área de atuação em que trabalha de forma mais eficiente. Mas, claro que um bom profissional tem conhecimento geral do negócio da propaganda, até porque, um publicitário com alguns anos de estrada já deve ou deveria ter passado por diversas situações que o fizeram aprender sobre processos, demandas e projetos diversificados de uma agência.

Certa vez ouvi de um professor na universidade que “um profissional da propaganda não pode ser apenas um Mídia, um Diretor de Arte, um Planner ou um Atendimento, mas sim, um Publicitário, pois todo profissional tem a obrigação de conhecer todos os setores da agência”.

Concordo e levo isso como filosofia no dia-a-dia. Entretanto, tal frase não pode ser posta em prática ao pé da letra na hora de trabalhar. Não se pode atuar criando, planejando, atendendo, comprando mídia e gerenciando mídias sociais, tudo ao mesmo tempo, seja em uma empresa ou agência, pois para tudo isso demanda tempo, atenção e, principalmente, cautela. Profissional algum – nem mesmo se fosse um mutante – poderia fazer seu trabalho com maestria exercendo tantas funções ao mesmo tempo.

O que se vê, atualmente, são profissionais que “se viram nos 30” assumindo várias funções ao mesmo tempo, tentando enxugar ao máximo o processo de construção de campanhas, tanto para diminuir custo, como pelo simples fato de centralizar trabalhos, e isso não é saudável nem para o profissional nem para o cliente.

Voltando para a cerveja, esse produto tem por finalidade ser prazeroso, mas, muitas vezes, quando consumido de forma inadequada, pode causar dores de cabeças que poderão trazer resultados contrários aos esperados quando se consome o produto. E isso deve ser analisado também na hora de se atuar como profissional, pois às vezes, pensar em economizar centralizando os processos pode te trazer dores de cabeça bem maiores do que a da cerveja, já que a ressaca passa em dois dias, porém, a dor de um trabalho mal executado pode te trazer grandes problemas no futuro, que talvez não sejam revertidos ou resolvidos em apenas alguns dias.

publicitário e cerveja

Por fim, a dica é: assim como viramos fãs quando encontramos a cerveja perfeita e sempre que vamos ao bar ou ao supermercado a consumimos, devemos nos cercar de bons profissionais que possam também ser consumidos, com moderação, quando os projetos aparecerem, permitindo com que a satisfação do cliente te embebede de orgulho por realizar um trabalho bem-sucedido.

Comente aqui