Skip to main content
realidade virtual

Realidade virtual no seu smartphone

A tecnologia acaba de dar um passo à frente no que eu chamo de “democratização da realidade virtual”. O cinema, os games, os produtores de conteúdo e as marcas já abriram os olhos há tempos para o novo mundo de oportunidades que o 3D oferece ao meio audiovisual. No entanto, só agora a maior barreira começa a ser derrubada. Para consumir realidade virtual, nossos devices audiovisuais precisam se adaptar. O movimento começou com os consoles de videogame – que além de aceitarem games com reprodução em 3D, passaram a contar com as câmeras de captura de profundidade, a exemplo do Kinect, PS Eye e Wii. Vieram também as televisões, peça-chave nesse processo, que nos últimos anos ganharam seus primeiros modelos 3Ds amplamente vendidos em países de economia desenvolvida ou em desenvolvimento.

Tudo que é 3D ainda parece caro e desconfortável para ser chamado de fenômeno. No entanto, um device lançado neste mês para câmeras de smartphones promete trazer a realidade virtual para a o seu celular e mudar sua forma de registrar momentos.

 

A câmera Teleport é fruto de uma campanha de financiamento coletivo bem sucedida da empresa Autonomus. O dispositivo conta com duas lentes que funcionam da mesma forma como os nossos olhos, resgatando cenas com volume e profundidade. Com a ajuda de óculos desenvolvidos especialmente para acompanhar a câmera (o Teleport VR Headset), o usuário pode reviver filmagens feitas em 3D como se estivesse no local filmado novamente. Caso não queira investir nos óculos, o usuário pode usar o Google CardBoard – um kit para visualização de realidade virtual que qualquer um pode montar com um pedaço de papelão e elásticos seguindo o tutorial Google. Brilhante, né?

camera realidade virtual oculos realidade virtual

A empresa montou um vídeo bastante didático que explica como a câmera funciona. O lançamento é interessante, já que não se firma somente no aspecto de ser uma evolução da vivência em realidade virtual, mas por prometer a entrega de muita emoção na forma de momentos revividos. É provável que os óculos ainda possam ser encarados como um penduricalho pouco confortável no conjunto, mas o fato da Teleport democratizar a produção e reprodução de vídeos em 3D sob o disfarce de um produto que permite relembrar os maiores momentos da vida dá sim potencial de mudança e transformação para o produto.

Assista ao vídeo:

A câmera é vendida a US$ 99,00 na Indiegogo (ou a US$ 119,00 com os óculos). Até o momento, só funcionam com aparelhos que usem o sistema operacional Android. Com o dólar nas altura, a brincadeira ainda sai cara. Mas quem quer brincar de futuro do audiovisual já pode guardar algum dinheiro e garantir o seu. Até porque não estamos falando de óculos para cinema ou óculos para TV – e sim de óculos e câmera para smartphones. E hoje em dia tudo que combina vídeo com smartphone já sai da largada com alguma vantagem sobre a concorrência e com tendência a se popularizar com rapidez.

Comente aqui

Ricardo Fernandes

Profissional freelancer de conteúdo e RP. Formado em publicidade, pós graduado em marketing e comunicação integrada. Publicitário, marketeiro e escorpiano. São Paulo/SP