Skip to main content

Porque a publicidade digital ruim irá salvar a boa

Internet, redes sociais, tudo isso é muito novo (até mesmo para quem acompanhou esse crescimento há décadas atrás). A internet ainda é um grande ensaio da comunicação de massa do século XXI. Daí se a internet é nova, imagina a publicidade feita nela. Nossa publicidade é nova e ruim, estamos meio perdidos em matéria de publicidade digital. E isso é ótimo para o nosso crescimento.

Para alguém fazer uma busca e instalar um bloqueador de anúncios em seu navegador – isso em tempos onde geral está disposto a não fazer nada que envolva esforço – somente para brecar a visualização de anúncios é porque a coisa está bem feia. E o alto índice do uso do adblock é a prova concreta de que estamos errando.

publicidade

Fazem poucos dias que o Facebook liberou a regra que limitava textos em anúncio, deixando de ser obrigado os 20% de texto em anúncios. Teve quem celebrou, mas parando para pensar: É retrocesso ou evolução? Garanto que irá depender de quem irá criar. Trabalhar com publicidade digital requer atenção e criatividade em poucos caracteres. Textão por aqui, não!

Mas onde está o erro?

Criamos banners sem pensar no público que irá recebê-lo. É como vender churrascaria para os vegans, como informar sobre uma festa sertaneja para os roqueiros. Está tudo massificado, a comunicação não existe porque não alcança quem deveria. E com a liberação dos 20% d e texto no Facebook poderemos criar anúncios ainda menos segmentados, tipo um outdoor nas redes sociais. Isso seria o ideal?

Saia da zona de conforto. A criatividade se torna mais envolvente e interessante.  Crie projetos de comunicação, com começo meio e fim, vai ser mais relevante e proveitoso para o cliente e para a agência. É preciso lembrar que a internet não é uma mídia, ela é um ambiente. Crie, mas não somente informe. Engaje, mas converse com o cliente, entenda-o. Não só venda, mas interaja. Assim evoluímos e não teremos medo do adblock e as vendas irão de fato, acontecer.

Comente aqui