Skip to main content
leite

Polêmica: Leite industrializado x cigarro?

Não só a indústria do ramo alimentício como também as agências responsáveis pela divulgação de mídia de mamadeiras, chupetas, papinhas e os leites artificiais estão sofrendo com o decreto de veto à publicidade e propaganda assinado pela presidente Dilma Rousseff nesta última semana. A matéria pode ser lida aqui.

O decreto, publicado no Diário Oficial na última quarta-feira (4), veta qualquer tipo de publicidade, propaganda ou premiações junto aos produtos das linhas de alimentação infantil, incluindo chupetas e mamadeiras. E assim como em todas as moedas há dois lados, neste observamos o positivo e o negativo da tomada da decisão da presidente.

conferência leite materno

Em primeiro lugar o fato da industria do ramo alimentício não poder vincular nenhum tipo de mídia de seus produtos, nem mesmo lançamento, pois como o decreto veta totalmente a publicidade, restringindo desde a exposição agressiva nos pontos de venda  até o uso das palavras “baby” ou “kids” nas embalagens, assim como fotos ou figuras ilustrando. A distribuição de amostras grátis de novos produtos só poderão ser feita após 18 meses de registro junto a ANVISA, que acaba deixando bem claro as perdas que a economia vai sofrer a partir de agora.

Contudo, os diversos olhares positivos começaram a surgir dessa discussão, tais como: a redução nos números da obesidade infanto-juvenil e adulta no Brasil e a estimulação do aleitamento materno como único meio de alimentação da criança até os dois anos de idade.

Há diversas pessoas que discordam. Mães que não produzem leites e diversos outros fatores que ainda irão influenciar no veto da propaganda e divulgação dos produtos, assim como a conscientização do mal uso dos produtos, que muitas vezes é exagerada.

Leite materno

O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam que os bebês sejam amamentados pelo menos até os 2 anos de idade e que o leite materno seja o único alimento até o sexto mês de vida. A estimativa é que o aleitamento materno seja capaz de diminuir em até 13% a morte de crianças de 5 anos em todo o mundo.

 

Qual a sua opinião?

Será a influência do leite industrializado tão forte quanto a do cigarro nas décadas passadas?

Para entender melhor esta última parte, onde o cigarro se encaixa, leia o meu post sobre a relação entre Publicidade e o cigarro.

Comente aqui