Skip to main content
coca-cola

Pedalando para ganhar uma Coca-Cola

Chamada de Happy Cicle, a Coca-Cola criou uma ação onde o valor da lata do refrigerante é baseado nas calorias perdidas em uma bicicleta.

O que a Coca-Cola fez com uma bicicleta estacionária

Mostrando o início de sua fundação, quando custava apenas 5 centavos, a Coca-Cola atribui o pífio valor a custar 140 calorias.

Uma pessoa de 56kg precisa andar de bicicleta durante 23 minutos, em média, para queimar essa quantidade equivalente de energia. Mas será mesmo que ela promove mais saúde e atividade física pela troca de seu produto? Promove de forma subliminar, como uma fachada.

Você sobe lá na bicicleta estacionária da Coca-Cola, pedala alguns minutinhos, feliz da vida em frente de uma multidão e suar para ganhar um refrigerante. Parabéns aos envolvidos, que sem culpa, se passaram por palhaços da marca.

Ah, mas o que vale é participar“. Até concordo, desde que aquela participação traga um bem e o vídeo parece ser meio forçado.

Não é a primeira vez que o marketing da Coca-Cola tem se esforçado para atender, na cabeça, seus críticos de saúde. Também não é a primeira vez que se debruçou sobre a nostalgia como um meio de desviar a culpa para o aumento da obesidade. E para uma marca que produz tanta publicidade global, poder ajudar a tornar o produto mais agradável é quase inevitável e que alguns de suas ações de marketing serão insucessos.

Comente aqui

Thiago Acioli

Publicitário, Pós-graduado em Marketing Estratégico e criador do Publicitários Social Club.