Skip to main content
celulares sala de aula

Os celulares e a sala de aula

Como todos sabemos os celulares estão presentes em todos os lugares e claro que na sala de aula não poderia ser diferente, não precisa procurar muito para encontrar alguém aluno distraído mexendo no celular. Em meio a essa situação, um dilema se forma: O que podemos fazer para que os alunos largarem um pouquinho os seus celulares e prestarem mais atenção nas aulas? Proibir o uso do aparelho nas escolas? Mudar a didática da aula?

Algumas escolas proíbem o uso de celulares em suas instalações, umas até disponibilizam armários para os seus alunos colocarem os seus aparelhos e os mesmos só podem ser retirados na hora do intervalo ou da saída. Essa é uma forma válida apenas para escolas de nível fundamental e médio, pois no nível superior é praticamente impossível impedir que o aluno utilize o aparelho, já que são alunos de uma idade já avançada.

 

Entretanto, a proibição do uso do aparelho não é uma alternativa eficaz, pois não atinge a raiz do problema que é fazer o aluno se conscientizar de que o celular é um meio de comunicação importante sim (isso não podemos negar), porém é uma ferramenta que tem horas e situações apropriadas para ser utilizadas.

A melhor maneira para “controlar” o uso do celular na sala de aula é mudar a didática das aulas (o formato que são ministradas), apostar em aulas que estimulem a participação dos alunos, que os façam trabalhar e conversar em grupo, uma aula dinâmica. Dinamismo é a palavra chave para fazer os alunos se “esquecerem” um pouquinho dos seus celulares e interagirem um pouco que seja com o conteúdo abordado nas aulas. Se não nos conscientizarmos que uma mudança radical na forma em que são ministradas as aulas é necessária, continuaremos a formar gerações e mais gerações de repetidores de datas e conceitos. Esse é um caso sério a se pensar, já que através da educação que formamos um país. Por isso para encerrar, fica uma reflexão no ar: Qual o futuro que você deseja para o Brasil, um país composto por pensadores (que sabem analisar e opinar sobre os fatos ocorridos) ou ouvintes que aceitam todas as informações que são oferecidas a eles? #ParaRefletir

Comente aqui