Skip to main content
sport_adote_um_pequeno_torcedor

O Sport se engaja em uma nova causa social

O Sport Club do Recife mais uma vez sai na frente e se diferencia em seus projetos sociais. O clube lançou ontem, poucos minutos antes da partida contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, a ação “Adote um Pequeno Torcedor”, o primeiro programa de adoção apoiado por um time de futebol.

O Sport em busca de famílias

O objetivo é conseguir famílias para dezenas de crianças que vivem em abrigos. Todo o trabalho social foi criado e desenvolvido em parceria com a Segunda Vara de Infância e Juventude do Recife e com o Ministério Público de Pernambuco, em acordo com as leis brasileiras. Neste primeiro momento da ação, 43 crianças de diversos abrigos estão envolvidas, todas da capital pernambucana e acima de 7 anos.

 

No Brasil, quase 94% dos pais interessados em adotar buscam crianças menores de 7 anos. No entanto, 78% das crianças que estão esperando por uma adoção já passaram dessa idade. Os dados são do Cadastro Nacional de Adoção e foram fornecidos pelo Conselho Nacional de Justiça.

“A ideia é que a paixão pelo futebol e pelo Sport seja a primeira conexão entre futuros pais e filhos. Além de ter mais um torcedor do Sport na sua casa, crianças sempre levam alegria, amor e carinho, não importa a idade que elas têm”, diz o presidente-executivo do Sport, João Humberto Martorelli.

Há cerca de um ano, estão trabalhando no projeto “Adote um Pequeno Torcedor”, além do próprio clube, as promotoras de Justiça do Ministério Público de Pernambuco Ana Maria Maranhão e Daniela Brasileiro, o juiz da Segunda Vara de Infância e Juventude do Recife Elio Braz e a Ogilvy Brasil, agência de comunicação responsável pela conta do clube desde 2012.

sport_adote_um_pequeno_torcedor_faixa

Algumas ações foram preparadas, como presença das crianças no campo ao lado dos jogadores, bandeirão com o tema da campanha, faixas, apresentação de vídeo à torcida, entre outras. Para divulgar mais o projeto, foi criado ainda um site, no qual é possível conhecer o perfil das crianças que podem ser adotadas – todas da Segunda Vara.

A comunicação visual da campanha foi feita em cordel, com uma caricatura de cada criança. No site, ainda há informações sobre a lei brasileira que trata de adoção e os contatos da Justiça caso alguém se interesse em adotar.

Importante: o site é apenas uma ferramenta para divulgar a ação – não facilita nem encurta nenhuma das etapas. A partir dali, todos os processos devem seguir os trâmites legais, sem nenhuma interferência dos envolvidos no projeto “Adote um Pequeno Torcedor”.

Ainda com o objetivo de chamar a atenção e divulgar a causa, foram criados filmes, cartaz e várias peças para mídia online – disponível no site oficial e nas redes sociais do Sport Club do Recife. O trabalho é todo voluntário, portanto não envolve nenhum tipo de remuneração. A produtora é a Academia de Filmes, que atuou em parceria com a Urso Filmes.

“Depois de duas grandes ações sociais do Sport – uma para doação de órgãos e outra para combater a violência nos estádios –, fica claro que o engajamento da sociedade local e o apoio dos órgãos públicos são fundamentais para que uma campanha social tenha sucesso e resultados reais. Agora, mais uma vez, tivemos um grande comprometimento de todas as equipes envolvidas, permitindo que o projeto ‘Adote um Pequeno Torcedor’ se torne realidade”, diz Fernando Musa, CEO da Ogilvy & Mather Brasil.

Recentemente, o Sport lançou duas campanhas sociais que tiveram grande repercussão na mídia com excelentes resultados. “Fãs Imortais” (2012) ajudou a doação de órgãos no Estado de Pernambuco a aumentar 54%, e “Mães Seguranças” (2015), ação que levou mães de torcedores do Sport para o estádio, zerou as estatísticas de violência naquele clássico regional (Sport x Náutico).

Via

Comente aqui

Thiago Acioli

Publicitário, Pós-graduado em Marketing Estratégico e criador do Publicitários Social Club.

Um comentário em “O Sport se engaja em uma nova causa social

Comentários fechados.