Skip to main content

Novos padrões de beleza e uma campanha ousada – Duloren

No mundo em que vivemos hoje é incoerente falar que todos possuem a mesma preferência por um padrão de beleza. Com tantos gostos, opções, variações e tribos o conceito de beleza tornou-se cada vez mais flexível.

Além das preferências terem mudado, o fato da aceitação tornou-se maior. Ser feliz com seu corpo, sua aparência diferencia muitas pessoas entre si. Hoje já não é necessário seguir o padrão “Miss Universo” para ser bonita, basta estar feliz consigo mesma.

Trazendo essa realidade a Duloren ousou em sua campanha ao trazer modelos Plus Size. Mostrar mulheres acima do peso, porém lindas e bem vestidas e isso permitiu a marca participar de um novo mercado, um mercado muitas vezes esquecido. Se os padrões de beleza mudaram, se as pessoas mudaram… se a mulher pode ser gordinha e usar lingeries bonitas, porque não fazer parte disso??

A Duloren possui uma linha Plus Size linda e um espaço destacado no seu site, produtos de qualidade que realçam e vestem bem mulheres que usam tamanhos maiores.

Outra ousada campanha da Duloren foi o uso de mulheres mais velhas de lingerie. Por que só se pode ser sensual aos 20 anos?? Não!!! Essas mulheres provaram em fotos lindas que se pode ser sensual, pode-se sentir linda em qualquer idade.

A Duloren promoveu uma ação muito legal no dia 26/07 – dia da avó onde ela divulgou 3 campanhas ao longo do dia e os internautas de plantão que divulgassem as campanhas poderiam concorrer a lingeries. Nessas campanhas as fotos eram de vovós muito bonitas em lingeries atraentes.

A Duloren conseguiu captar o que uma mulher deseja ao comprar uma lingerie. Ela não quer apenas comprar “calcinhas” ela quer comprar desejos, sonhos, agrados ao marido, sentir-se linda… sensual… Enfim, ela vende sonhos e desejos, fantasias e por isso deve trabalhar suas campanhas dessa forma.

Eu adorei as campanhas, e você?? Beijos e até a próxima!!!

Comente aqui

Um comentário em “Novos padrões de beleza e uma campanha ousada – Duloren

  1. Pingback: As histórias de O Quarto ao Lado: Um corpo estranho « O Quarto ao Lado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *