Skip to main content
Experiência com o usuário

Experiência do Usuário (UX) como uma ferramenta marketing

Experiência com o usuárioO marketing experimental tem sido bastante explorado para promover a fidelidade do cliente com a marca, suas técnicas nos permite atingir a preferência do consumidor através da interatividade, proporcionando sensações e experiências no contato com o produto antes da compra. O diferencial está na abordagem, despertar o interesse através de uma estratégia atrativa ocasionando um impacto na memória do cliente através da sensação que foi gerada.

Mas agora, com o crescimento do uso de recursos digitais, como fazer para que o seu aplicativo, site ou ambiente digital se tornem negócios bem-sucedidos? Como gerar um layout atrativo que proporcione uma relação entre o usuário e a interface? E o que temos em comum entre as estratégias de marketing usadas na compra e venda de um produto ou marca e um planejamento de projeto digital?

Como já dizem, a experiência é a base de tudo!

Normalmente quando pensamos em experiência logo remetemos a sentimentos que são proporcionados por alguma situação ou ambiente. Normalmente logo pensamos em experiências boas, uma viagem pra um lugar que você sempre desejou ir ou a sensação que você sente ao estar com pessoas agradáveis, caros importados, hotéis de luxo, produtos caros e consagrados no mercado.

Mas será que uma boa experiência está somente ligada a coisas grandiosas e caras? Porque temos a sensação de que é mais prazeroso abrir uma embalagem de um celular novo do quê você comprar um mesmo aparelho, também novo, mas com a embalagem já aberta e remexida? Você pode até achar que não, que é algo subjetivo, mas como explicar o fato de entrarmos em alguma loja e permanecer lá por mais tempo que esperava? Como explicar a prazer que nos dá em sentir aquele cheirinho de carro novo? Será que mesmo se o carro fosse novo mas tivesse um cheiro de querosene você sentiria a mesma sensação ao entrar? Até que ponto essa tal de experiência pode estimular e desenvolver algum sentimento entre o cliente e um produto ou uma marca?

Nintendo Sixty-FOOOOOOOOOOUR

No caso do vídeo, o garotinho não estava feliz só com o modelo da caixa, com design da marca ou com a forma física do produto. Não é simplesmente o objeto em si e sim a experiência que o mesmo vai proporcionar quando estiver sendo usado. A mesma coisa é quando compramos um aparelho, estamos atrás de uma experiência que ele irá nos proporcionar, e nesse caso, isso acontece a partir do momento da compra, quando abrimos a caixa e fazemos os primeiros usos do produto. Mas não pára só por aí, com o decorrer do uso esse produto vai nos causar sensações, através de experiências, que lá na frente podem determinar o quanto isso vai nos prender ao produto comprado.

E de que forma essa experiência pode ser aplicada quando falamos de produção digital? O que é mais relevante? O conteúdo? O design? Como promover uma experiência agradável?

Independente da atividade, seja para comprar, jogar, ler ou anunciar. O site ou aplicativo deve estar planejado de uma forma que você consiga se localizar, encontrar e o que precisa, fazer com que você ache o que está vendo bonito, que ele atenda as suas expectativas, que você consiga fazer o que você quer e o mais importante, que esse site te prenda ao ponto de você voltar a usá-lo.

O que você precisa saber sobre User Experience

Uma informação muito importante: User Experience não é uma etapa do projeto, muito menos o “grand finale”, ele é a base e ao mesmo tempo o esqueleto do projeto, que deverá estar entrelaçado ao usuário. Tudo tem que sempre remeter e estar voltado para o usuário, afinal, é com ele que acontecerá a interação que levará a experiência.

Quem projeta a interface

Assim como o conceito de User Experience, temos o profissional de Design de Experiência, que vai buscar todos os pontos que podem melhorar a experiência do usuário dentro do mundo digital. Mas não para só por aí, dentro do processo de user experience, temos o envolvimento de outros profissionais que irão ajudar a desenvolver todo o projeto.

Criativos digitais: diretores de arte, web designers, profissionais de interface

São responsáveis em transmitir toda a arquitetura e conteúdo através da criação de uma identidade visual. São os que constroem a experiência do usuário por meio de elementos visuais (cores, formas, texturas, dimensões) que estarão alinhados de forma coerente com o usuário e o projeto.

Planners (Planejamento Digital)

Tem como função aliar as necessidades do usuário com os objetivos do projeto e com isso aproximar o que o cliente precisa com o produto que está sendo oferecido. Esse profissional irá levar o usuário ao objetivo real do ambiente digital que está sendo construído, que é atender aquilo que ele busca ao usar aquela interface.

Developers (Desenvolvedores)

Esses profissionais irão transformar todo o projeto e a experiência elaborada em códigos que serão interpretados pelos navegadores. Essa transformação vai além da estrutura do layout, ele também codifica toda a interação e otimiza todo o comportamento da interface que existirá dentro do ambiente digital.

Arquitetos da informação

Esses profissionais tem como função organizar e aliar o conteúdo com as necessidades do usuário. Projetar as funcionalidades de acordo com o que foi determinado para o projeto, analisar as características e comportamentos de quem irá usar o ambiente digital e, através dessas informações, construir todo o caminho que poderá ser percorrido dentro desse ambiente, categorizando cada conteúdo através de uma hierarquia de informações.

Detalhes que fazem a diferença

Ao iniciarem o projeto lembrem que a experiência do usuário começa no conteúdo, mas que aliar todos os parâmetros de interação, acessibilidade, estrutura da informação, usabilidade e design de interação irão promover uma melhor experiência. Devem lembrar também que todos esses elementos compõe a experiência e precisam ser pensados, pois a todo momento trabalham de forma interligada.

Pensem da seguinte forma: todos os sistemas devem ser criados no foco de uma experiência mágica e prazerosa com o usuário. Isso ocasionará sucesso para a sua interface, com menos frustrações e mais reconhecimento

Comente aqui