Skip to main content
humor

As empresas, as mídias sociais e o humor

humorPorta dos Fundos“. A primeira vista este termo remete a algo sorrateiro, escondido ou até mesmo secundário. Entretanto, quem está conectado na web e nas mídias sociais sabe que a história é outra. Este é o nome dado para empresa criada pelo comediante Fábio Portchat e mais quatro sócios. O conceito pode até não ser inovador – produzir e veicular vídeos de humor na internet, mas com certeza tem revolucionado a forma como empresas se posicionam neste ambiente mais descontraído.

Porta dos fundosTudo começou em agosto do ano passado, quando o grupo divulgou um vídeo que criticava o sistema de atendimento da rede fast food Spoleto. O efeito viral aconteceu rapidamente e a empresa criticada resolveu entrar na brincadeira, contratando o Porta dos Fundos para criar a continuação da história com outros dois vídeos pagos. O sucesso e a repercussão desse patrocínio foi imediato. Afinal, o habitual até então era que as empresas processassem esses casos e não se juntassem a eles.

Desde então o grupo já “atacou” outras marcas como a NET, Coca-Cola e Pepsi. Em entrevista à Época Negócios, Porchat chegou até a afirmar que empresas os procuram desesperadas para que não sejam citadas.

Percebendo este novo cenário e aproveitando a proximidade com o Carnaval, a marca de chocolates BIS viu no grupo de humor uma forma de diversificar seu posicionamento no mercado e chamar a atenção do público. Em parceria com o Porta dos Fundos, a marca divulgou ontem (06/02) um vídeo lançando o Bis Yogo. Você já viu?

Será que finalmente estamos na Era em que empresas se mostram atentas às novas tendências e, principalmente, mostram que não têm medo delas?!?!

Quer saber um pouco mais sobre o humor e as marcas em Social Media? Então confira esse debate promovido pela Estratégi.ca e gravado na época do case Spoleto!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *