Skip to main content
gremio-enrico-cabrito

E mais uma vez a imprensa replica informação falsa das mídias sociais

Enrico Cabrito

Ano passado aconteceu um caso curioso aqui no Rio Grande do Sul. A torcida do Grêmio cansada das muitas “barrigadas” (especulações com nomes de jogadores que nunca de fato foram oferecidos) resolveu fazer uma pegadinha para provar como os jornalistas esportivos estão fazendo seu trabalho porcamente: inventaram o nome de um jogador, criaram página na Wikipedia, editaram um vídeo e lançaram os boatos no Twitter.

O jogador em questão era um tal de Bruno Camargo. O primeiro a cair foi um aspirante a jornalista que postou no Twitter sobre a contratação de Bruno Camargo pelo Grêmio e ainda mentiu que sua fonte era o blog de um colunista de renome aqui do RS. O interessante é que no outro dia a história cresceu tanto que o nome de Bruno Camargo foi citado na grande imprensa gaúcha, enquanto os torcedores gremistas davam risada e provavam que as coisas estão complicadas no jornalismo esportivo do nosso estado.

Vocês acham que aprenderam a lição? Nessa semana mais um caso desses ocorreu. Alguém lançou um boato de que o Grêmio estava contratando um lateral esquerdo argentino de nome Enrico Cabrito. Na mesma noite um jornalista conhecido aqui postou no Twitter essa informação e depois de ter sido alvo de piadas e críticas se manifestou dizendo que sua conta havia sido “hackeada” (inclusive fez um boletim de ocorrência hoje).

Tweet de um jornalista conhecido aqui do RS

Não bastasse esse “furo de reportagem fictício” ter sido compartilhado por um jornalista conhecido, no Jornal do Almoço (programa de TV ao meio-dia que passa na RBS, afiliada da Globo) na parte dos esportes o apresentador anuncia no ar que o Grêmio realmente estava contratando o “uruguaio” Enrico Cabrito (além de dar uma informação falsa, errou a nacionalidade).

Esses casos só confirmam o que o autor Ryan Holiday escreve no livro “Acredite, estou mentindo – Confissões de um manipulador das mídias”. Basicamente ele conta a história de como enganou muitos jornais e programas de TV criando histórias falsas na internet que eram compradas sem o mínimo de crítica pelos profissionais. Aliás, isso só mostra a clara tendência de muitos jornalistas simplesmente copiando e colando o que encontram pela web, principalmente nas mídias sociais. Eu já sou muito crítico quanto a qualidade dos jornalistas esportivos aqui do Rio Grande do Sul, mas a cada ano eles se superam. Caíram pela segunda vez numa pegadinha que FACILMENTE (com menos de 5 minutos de pesquisa) seria descoberta.

Na verdade isso só mostra o quanto devemos exercer nossa capacidade de julgamento crítico e que as vezes é melhor pesquisarmos um pouco antes de compartilharmos tudo que vemos pela frente. Faz bem e diminuímos o risco de, no fim das contas, parecermos idiotas.

Comente aqui

Um comentário em “E mais uma vez a imprensa replica informação falsa das mídias sociais

  1. Não é só o jornalismo esportivo do RS. Esse é um mal crônico que vai de encontro a necessidade de profissionalização – conjunto aos novos e preguiçosos que o mercado vêm disponibilizando. Oremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *