Skip to main content

Conheça o museu da cerveja – transformando velhos hábitos em estilo

Olá pessoal, vou falar hoje sobre uma das coisas que eu mais gosto…. cerveja!!

Num ramo aparentemente saturado, como uma marca pode fazer a diferença? Como conquistar e preservar seus consumidores se cada dia que passa a concorrência é mais acirrada??

Vou começar contando um pouquinho da história da Bohemia:

Para quem conhece e gosta de uma boa cerveja, com certeza já experimentou ou ouviu falar da Cerveja Bohemia.

A Bohemia foi a primeira cerveja produzida no Brasil,  criada em 1853 pelo colono alemão Henrique Kremer na cidade de Petrópolis RJ.

A cerveja era produzida com base nas características alemãs da época, numa produção de 6 mil garrafas ao mês.

Com o tempo a cervejaria foi crescendo cada vez mais, tornando-se inclusive um pilar importante para a economia da cidade com relação a mercado e geração de empregos (inclusive meu bisavô trabalhou na fábrica).

Em 1998 a fábrica original de Petrópolis foi fechada e permaneceu assim até 2011. A Bohemia optou na época por construir uma nova fábrica em outro ponto do país desativando a fábrica antiga.

  • Para quem via aquela imensa fábrica parada, conhecia a história e é profissional de marketing era uma grande pena ver que toda aquela história estava limitada apenas a cerveja na garrafa, mais nada…

Em 2012 a Bohemia resolveu “acordar” para um novo conceito de cerveja, trabalhar um novo público alvo e posicionar seus produtos de forma que consiga explorar ao máximo a história e qualidade da cerveja.

Sala da Bohemia que ainda mantêm os padrões da fábrica original.

 

Ela reativou a fábrica (com salas que ainda mantem a estrutura original), abriu para visitação, construiu um museu da cerveja e ainda um bar ao lado da fábrica; transformando-se novamente num ponto turístico para a cidade.

Lá podemos encontrar tanto sobre a história cervejeira em geral como curiosidades da marca, como a sala histórica sobre Carolina Kremer, filha de um dos sócios e casada com o neto do fundador. Esteve a frente dos negócios no final do século XIX, onde foi fundamental para o crescimento da fábrica e expansão dos negócios. Em sua homenagem até hoje a Bohemia estampa em seu rótulo a imagem de Carolina. 

 

 

 

 

O local mantem as raízes alemãs: petiscos, chopp, vestimentas; tudo é feito na intenção de levar o visitante a uma imersão a cultura cervejeira.

A visitação ao museu da cerveja é espetacular, começa contando a história cervejeira desde as lendas do Egito, passando pelas cervejas pelo mundo e processo de fabricação.

Taberna dentro do museu da cerveja onde é possível montar brasões e compartilhar nas redes sociais.

As visitas são monitoradas por funcionários muito bem treinados onde você visita vários andares manuseando máquinas que passam a história, algumas possuem aplicativos com papel de parede para fotos, montagem de brasão.

 

A Bohemia não limitou-se apenas em contar sua história, ela traz aos visitantes uma experiência única de imersão no mundo da cerveja, explica sobre lendas, sobre fatos históricos, mostra ano a ano tudo que ocorreu no mundo cervejeiro, explica sobre as diferenças de cerveja, cervejas pelo mundo. É um passeio muito agradável e cultural para todos (até os que não bebem).

Para quem gosta de cerveja, é uma visita quase obrigatória, pois o lugar é lindo, a história fantástica e o chopp da Bohemia é incomparável rs, deixando a “tietagem” de lado, vemos no caso da Bohemia um bom exemplo que o marketing pode ser feito a qualquer momento. Eles ficaram anos praticamente esquecidos e agora reabriam as portas de sua fábrica para visitação, abriram um bar ao lado da fábrica, abriram suas portas para novos conceitos, para novos mercados, para novos horizontes.

O mercado é assim, conhecer seu público e saber se posicionar é fundamental. Nem sempre o mais barato é o que mais vende. Oferecer experiências de consumo, produtos diferenciados e “status” traz uma diferenciação essencial para as empresas.

Imagem da fábrica tirada a noite

 

 

 

 

 

Comente aqui

Um comentário em “Conheça o museu da cerveja – transformando velhos hábitos em estilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *