Skip to main content
zumbis

Bem vindos a uma sociedade de zumbis

Dizer que vivemos rodeados por zumbis parece ser um pouco extremo a primeira vista, porém se analisarmos profundamente a situação, podemos constatar que não é um exagero afirmar isso.

 

Para constatar isso não é necessário andar muito, é só prestar atenção ao seu amigo do lado, se você está em um transporte público pode reparar que mais de 80% das pessoas do recinto, estão perdidas, desligadas do mundo, porém conectadas e muito conectadas, aliás, com o seu melhor amigo, o celular.

Atualmente, vivemos em uma era, em que as pessoas não se preocupam em conversar com o amigo que está ao lado em um bar, mas se preocupa e se preocupa muito mesmo, se a bateria do seu tão amado “amiguinho celular” acabar. É um caso tão alarmante que muitos shoppings estão colocando tomadas nas mesas das praças de alimentação para que os clientes não fiquem solitários quando a bateria de seu “amiguinho” acabar. Com isso, os clientes ficam mais tempo nas praças de alimentação e na “teoria” consomem mais produtos do shopping. Digo na teoria, pois pode acontecer da pessoa se distrair com o seu “amiguinho” enquanto ele está carregando e não consumir nenhum produto a mais do shopping. Portanto, essa é uma estratégia falha, pois pode ser um tremendo sucesso ou um tremendo fracasso.

Estamos em um ponto em que estamos tão dependentes do celular que a primeira coisa que procuramos quando chegamos a um lugar novo é pelo sinal da rede sem fio ou pela tomada para carregar o nosso amiguinho celular. Ultimamente, parece que o celular e o ser humano se tornaram um só, de tão grande que é a dependência por esse aparelhinho.

Uma situação clássica para afirmar que vivemos atualmente em uma sociedade de zumbis é o simples fato de andar pelas ruas, não precisa andar muito, é só ir a uma avenida movimentada e olhar atentamente ao seu redor que você poderá notar um número grande de pessoas andando devagar, mas bem devagar mesmo, já que estão extremamente distraídas com o conteúdo que está passando na telinha do amiguinho celular.

Com isso, podemos dizer que estamos vivendo em uma era, em que as pessoas deixaram de olhar para o seu semelhante e para o meio que lhe cerca, para mergulhar em uma realidade paralela, presente na tela do “amiguinho” celular e estamos cada vez mais nos afundando nessa realidade e nos tornando zumbis. Por isso, dizer que vivemos em uma sociedade composta por zumbis, não é um exagero, mas uma dura realidade.

Comente aqui