Skip to main content
agressão violência doméstica

Agressão? Foi apenas a torneira da pia

Todos os dias, no mundo, acontecem milhares de casos que retratam algum tipo de agressão contra mulheres e você sabe disso tanto quanto eu. Segundo uma pesquisa realizada no final do ano passado pelo Instituto Avon em parceria com o Data popular, 3 em cada 5 mulheres jovens já sofreram violência em relacionamentos, e isso inclui relações sexuais sem preservativo por insistência do parceiro, violência física, ameaças, xingamentos e toda espécie de humilhação, além de não serem livres para fazer suas próprias escolhas, desde roupas a atitudes. Apesar de somente 4% dos homens assumirem suas atitudes violentas, 55% deles declararam ter praticado as ações citadas acima.

Jornais veiculam diversas notícias relacionadas, campanhas publicitárias acontecem periodicamente denunciando esse problema gigantesco que assombra nossa sociedade, mas parece que nada é tão eficaz a ponto de solucionar essa maldição, não é mesmo?

 

Isso porque grande parte das mulheres que sofrem agressão dentro de casa não denunciam por diversos motivos, entre eles: medo de ficar sozinha, medo de uma nova agressão, medo de que os filhos sofram algum tipo de agressão, por prever que os agressores não serão punidos… Afinal de contas, só quem passa por uma situação assim é capaz de saber o quão ruim é, e não cabe a mim nem a você julgar, certo?

Nosso papel é ajudar!

Sabe o que é pior? Eu sei que muita gente que está lendo ou vai ler esse artigo hoje é uma dessas pessoas que só se importa quando acontece consigo ou com alguém muito próximo. Faz vista grossa quando vê uma mulher de olho roxo, por exemplo, e ainda sai falando mal dela pelas costas, como se agressão fosse algo normal. Egoísmo não é tão melhor do que agredir alguém, sabia? Omissão é tão ruim quando agressão propriamente dita, sabia? Vamos nos conscientizar, por favor!

Como ficar de braços cruzados e ver o número de agressões contra mulheres subir não é uma opção, eis que surge uma nova campanha (que para mim é espetacular) e envolve muita gente famosa. Afinal, mulher famosa também está nas estatísticas.

A campanha

Desde o dia 24 desse mês, segunda feira, uma imensidão de mulheres famosas está usando suas redes sociais para aderir à campanha intitulada “Curiosidade Salva”, que alerta sobre a violência doméstica.
O foco é incentivar as pessoas a denunciarem caso suspeitem de qualquer sinal do crime, já que muitas vezes a própria mulher agredida não têm coragem de fazê-lo.

Acompanhem a repercussão nas redes sociais das famosas que apoiam a campanha:

Comente aqui