Skip to main content
comunidade

5 fatos sobre os novos padrões de comunidade do Facebook

O Facebook lançou essa semana os novos padrões de comunidade que irão gerir a rede social. Todas essas mudanças e novas regras estão presentes nesse link. Entre os novos padrões, o Facebook deixou bem claro que estão presentes mensagens como: “sem nudez” e “não ao discurso de ódio”. Tais padrões já funcionam há alguns anos, porém apenas se normatizaram agora após eles receberem denuncias de mais 1 bilhão de usuários que relatavam as violações.

“É um desafio manter um conjunto de normas que atende às necessidades de uma comunidade global e diversificada”, disse um dos representantes do Facebook em um post.”

“As pessoas de diferentes origens podem ter idéias diferentes sobre o que é apropriado para compartilhar – um vídeo postado como uma brincadeira por uma pessoa pode ser perturbador para outra pessoa, mas não pode violar nossas normas.”

Levando em conta que o Facebook é uma rede social global, suas normas variam em diferentes partes do mundo. Países alertam ao Facebook quando o conteúdo chega a quebrar as suas leis locais, então a rede investiga e restringe a alguns lugares o post. Após a restrição do post o Facebook adiciona esses pedidos a sua instancia de “Pedidos de Relatório Global do Governo”. Só durante o segundo semestre de 2014, haviam cerca de 35.000 pedidos de alteração de normas feitos por alguns países.

Conheça os novos padrões de comunidade

Para todos entenderem, as diretrizes comerciantes mais importantes estão detalhadas abaixo:

Nudez:

O Facebook irá remover mensagens que mostram os órgãos genitais, nádegas totalmente expostas e algumas fotos de seios femininos se o mamilo está incluído. No entanto, ao contrário de alguns de comportamentos antigos do Facebook, fotos de mulheres amamentando ou fotos mostrando os seios de uma mulher após a mastectomia e com cicatrizes serão permitidos. Várias formas de arte que retratam a figura feminina também serão permitidas.

Discurso de ódio:

Posts que ataquem raça, etnia, nacionalidade, filiação religiosa, orientação sexual, sexo, gênero, identidade de gênero, deficiência grave ou doença serão removidos. O Facebook reconhece que, por vezes, as mensagens que contenham linguagem de ódio são compartilhadas para aumentar a conscientização, e, nesse caso, há de se incentivar os usuários a tomar a melhor decisão.

Bullying e assédio:

Conteúdo que visa as pessoas privadas, com a intenção de degradar ou envergonha-los serão removidos. O Facebook as define como “pessoas que não ganharam com notícias, atenção, nem com interesse do público, por meio de suas ações ou profissão pública”.

Violência e ameaças: Imagens que são compartilhados por prazer sádico ou imagens que celebram ou exaltam violência serão removidos.

Automutilação:

Facebook proíbe conteúdo que campeões suicídio ou qualquer outro tipo de auto-lesão como automutilação ou distúrbios alimentares. Veja o esquema completo aqui.

Comente aqui