Skip to main content
landing pages

5 dicas para otimizar suas landing pages

landing pagesAs landing pages do site da sua empresa recebem muitas visitas, mas têm dificuldade em converter? A sua intenção é vender e você acredita que poderia melhorar? Existe espaço para melhoras?

Claro que existe!

Landing pages devem ser sempre testadas, atualizadas e otimizadas. Não porque a sua landing page não seja boa, mas porque sempre existe espaço para melhorias. A forma como as pessoas agem muda. Até mesmo o seu público-alvo muda. Então você também deve estar aberto a adaptações.

Esse artigo vai mostrar cinco diferentes variáveis que você deve testar para alcançar as melhores porcentagens de vendas possíveis. Vamos identificar por que essas variáveis são importantes e como uma landing page otimizada para vendas é diferente de páginas iniciais e de landing pages desenvolvidas para obtenção de leads.

Antes de começarmos, vou explicar por que testar e otimizar é tão importante

Vamos supor que sua landing page esteja convertendo 15% dos visitantes e o tráfego mensal é de 2.500 visitas.  A média de assinatura equivale a um plano mensal no valor de R$35,00. Você está fazendo aproximadamente R$13.125,00 por mês. Maravilha!

Mas espere um minuto. E se você incluir uma nova imagem na sua landing page,  podendo ser um dos seus clientes mais fotogênicos, com um ótimo depoimento descrevendo como a sua empresa o ajudou. Essa imagem aumenta as conversões, da noite para o dia, em 20% (totalmente possível). Agora você consegue 450 conversões mensais e o seu faturamento no mês é de R$15.750,00. Apenas alterando uma simples imagem você conseguiu mais R$2.625,00. E anualmente? R$31.500,00. Incrível, não?

Confira as 5 variáveis que você deve testar e que podem converter em vendas

1. Tente uma nova proposta de valor

Para encorajar a venda, concentre-se no preço do seu produto ou em qual tipo de retorno sobre investimento os visitantes devem esperar. No caso de e-commerces, pense em uma frase que faça o seu produto parecer incrível, mesmo que ela não seja assim tão relevante.

Veja abaixo 4 exemplos de propostas de valor para incentivar a venda:

  1. E-commerce (redes de descanso): “Relaxe de um jeito diferente” com a imagem de uma rede em uma praia ensolarada.
  2. B2B (móveis de escritório): “Beleza que relaxa” com a imagem de uma bela cadeira ergonômica.
  3. B2B (soluções de marketing): “Simplificando o seu negócio”.
  4. SaaS (software para obtenção de leads): “A nova geração em geração de leads”

2. Foque nos benefícios, não em funcionalidades

A sua landing page deve focar em como solucionar as necessidades dos visitantes – eles sabendo ou não que necessitem do seu produto. É em situações como essas que as pessoas mais compram.

Combine uma boa lista de benefícios a uma boa oferta (veja o item 3 abaixo) e uma ótima imagem e veja a sua taxa de conversão disparar.

Sim, é mais difícil identificar os benefícios do seu produto do que apontar suas funcionalidades. Você deve deixar a segurança dos termos técnicos e se aventurar no mundo real. Tente alterar o modo como você fala do seu produto e veja quais resultados você obtém.

Para melhor entender sobre o que estou falando, veja alguns exemplos:

Vendendo funcionalidades:

  • O nosso novo computador possui um HD de 300 gigabytes!
  • O tablet XYZ possui um processador de 1,7GHz!
  • Nossa nova ferramenta de design possui templates com mais de 5000 opções de cores!

Vendendo benefícios:

  • O novo computador possui espaço suficiente para mais de 75.000 músicas.
  • Nosso tablet XYZ é tão rápido que navegar ficou mais fácil do que nunca.
  • Nós garantimos que nossa ferramenta de design possui as cores do seu negócio!

3. Foque na negociação

A venda certa vende-se naturalmente. Um bom negócio faz com que seu produto seja um personagem secundário. Destaque na sua landing page o valor para os visitantes que vão obter.

Conheça a relação entre risco e recompensa quando estiver criando suas landing pages e anúncios direcionados a ela. Valorize o seu produto e dê os detalhes depois.

Eu recomendo que você estabeleça uma relação próxima entre os seus anúncios no Facebook e no Google e a sua landing page. Sua oferta será muito mais eficaz se você direcionar leads parcialmente cultivados direto para a sua landing page – algo possível com as ferramentas de segmentação do Facebook e Google.

Está divulgando uma rede de descanso? Direcione seus anúncios a aposentados. Divulgando sua ferramenta de automação de e-mails? Foque em CEOs , CMOs e pessoas que curtem ‘e-mail marketing’ no Facebook (Os anúncios do Facebook podem ser específicos desse jeito!).

Um anúncio otimizado garante que um maior número de leads parcialmente cultivados sejam direcionados para a sua landing page. Esses leads estão mais propensos a entender o valor da sua oferta. Alguém que não possui experiência sobre quanto uma ferramenta de automação de e-mail deveria custar talvez não fique tão entusiasmado com sua oferta.

4. Venda com recomendações de clientes

Uma coisa é fato: você não é totalmente confiável quando se trata do seu produto – então não espere que o visitante do seu site acredite, imediatamente, na proposta única de valor apresentada na sua landing page.

Para apoiar os benefícios dos seus produtos e dar suporte à venda, dê ênfase a recomendações de clientes em suas landing page de vendas. Isso não é tão relevante se a função da sua landing page é conseguir mais leads, neste caso selos e certificações são mais eficazes. No entanto, para empresas B2B e e-commerces, avaliações de outros clientes são as melhores maneiras de vender seu produto sem empurrá-lo a qualquer custo para a audiência de sua landing page.

Veja abaixo um exemplo usado pela Wishpond:

depoimento

5. Aparência adequada

Grande parte de uma venda é visual – não importando se é o seu produto, o layout da landing page ou os dois. Uma ótima maneira de vender sem empurrar seu produto é o expondo da melhor maneira – venda a beleza do produto, ou um modelo segurando o produto. E-commerces devem se preocupar em expor seus produtos da melhor maneira possível. Cloque modelos para segurá-los – e faça um teste para descobrir a qual modelo sua audiência responde melhor. Prefira o serviço de um fotógrafo profissional – o investimento valerá com certeza!

Empresas de SaaS ou B2B devem estar focadas na criação de suas landing pages. Use cores claras e sofisticadas – combinações de azuis claros e escuros, branco e preto. Teste designs abstratos atrás da sua imagem. Todas as empresas deveriam testar a presença da imagem de uma pessoa em suas landing pages – podendo ser uma imagem do CEO retirada de um vídeo tutorial ou uma modelo mostrando quão bom é o seu produto.

Você ficará surpreso em saber como a aparência adequada pode influenciar o aumento da taxa conversão. Se você estiver curioso em saber com detalhes como essas imagens podem fazer a diferença, confira a série A Psicologia por Trás dos Anúncios do Facebook.

Observações finais

Agora você já deve ter uma ideia mais clara sobre como criar uma landing page para vendas. Atente-se à promoção do seu serviço ou produto sem exageros. Veja abaixo mais algumas dicas:

  • Faça que a CTA da sua landing page seja atraente e não exageradamente exigente. Use pronomes como: “você” e “eu”. Experimente “teste”, “inicie” e “aprenda” ao invés de “compre”.
  • Utilize selos de confiança aliados a recomendações de clientes. Dê suporte ao seu negócio usando o selo de uma organização confiável e relevante.
  • Mantenha o texto direto e reto – evite parágrafos.
  • Deixe claro qual é o foco da sua landing page e evite distrações.
  • Utilize tópicos e formate a sua página baseada em prioridade de atenção.
  • Utilize um heat-map para garantir que o seu foco é o mesmo dos seus visitantes. Teste se o seu tráfego está lendo as avaliações dos clientes. Se sim, encoraje a repetir a compra ao alternar periodicamente essas avaliações.
  • Realize testes frequentemente. Teste as variáveis que citei nesse artigo, assim como outras que você considere que possam aumentar as conversões.
  • Trabalhe com uma hipótese e tome nota dos resultados para aplicar no futuro.

Você já testou qualquer uma destas variáveis? Sua experiência foi bem sucedida? Não?  Comente abaixo!

Comente aqui