Skip to main content
10 erros empresas mídias sociais

10 erros que as empresas devem evitar nas mídias sociais

As mídias sociais são espaços delicados onde cometer erros é bem mais fácil do que se pensa. Erros esses que podem rapidamente virar trending topics. Além de difícil consertar erros, limpar ou deletar o erro torna-se um tiro no pé. Ainda mais quando sua marca é conhecida. Basta apenas um print e o buzz negativo está gerado.

 

Mas meu amigo, se você quer ver “cagadas” que as marcas fazem não é preciso ir muito longe. Hoje temos vários “especialistas” em caçar erros nas mídias sociais, os famosos da ~poliça social~ estão por toda parte. Basta ir em um grupo do Facebook chamado Entusiastas da Social Media (aposto que serei xingado mentalmente/verbalmente).

entusiastas da social media
Grupo Entusiastas da Social Media no Facebook

Vamos voltar ao foco

Nem todos os erros são resultado do acaso, falta de sorte ou desalinhamento dos planetas. Dependem de fatores que poderiam ser evitados ou neutralizados a priori. Então fiz uma lista de 10 erros que devem ser evitados pelas marcas nas mídias sociais.

1. Dar acesso às pessoas erradas

Você não vai dar a chave da sua casa ou da sua empresa para qualquer pessoa, onde ela poderá ter acesso à sua conta bancária ou ao inventário. Por que deixar as mídias sociais nas mãos de qualquer um? O acesso administrativo de uma mídia social da sua marca não deve ser entregue de mãos beijadas para um funcionário sem experiência.

Procure ter um acesso geral e liberar algumas funções de colaboração para seus funcionários. Caso contrário, você poderá ter algumas dores de cabeça.

2. Ser hackeado

hacker

Acontece mais do que imagina. Sem dúvidas é um dos piores pesadelos de uma conta corporativa é ter as senhas das mídias sociais roubadas. O Burger King já passou por isso, pense que você poderá ser o próximo e então previna-se.

tekpix
Tekpix, a câmera mais vendida do Brasil

A dica que eu posso dar é que você deverá mudar com frequência a sua senha.

Quando trabalhei na Ogilvy & Mather as senhas eram trocadas cada vez que um funcionário do setor era demitido ou solicitava demissão para outra empresa.

— Ah, mas estou sem ideias de criar uma senha. O que eu faço?
— Simples, conheça o gerador de senhas aleatórias. Não é magia, é tecnologia.

3. Não use seu perfil pessoal para divulgar o conteúdo corporativo

Saiba separar as coisas. Os perfis das mídias sociais de uma marca não devem ser a cópia do seu perfil pessoal e vice e versa. O conteúdo deve ser próprio, original e especial. Não estou dizendo que você não pode compartilhar informações provenientes de outros, mas você não pode simplesmente copiar e colar conteúdo de terceiros na sua marca.

4. Hashtags são mãos de via dupla

Quem nunca acompanhou uma hashtags que estava nos TT’s e de repente começaram a surgir spams na timeline da hash? Isso me dava uma raiva tão grande que eu chegava a desistir de acompanhar a hashtag por conta disso. Graças ao Tweetdeck e seus filtros isso mudou, mas as pessoas não mudaram. Acredite, estamos em 2015 e isso ainda acontece. Jamais permita que sua empresa tome uma atitude dessas. As consequências serão a negatividade da sua marca, críticas e zoeira dos usuários.

5. Pagar por fãs e seguidores falsos

Esse é um dos aspectos que eu mais tenho nojo. Você só está mascarando uma ilusão, além de prejudicar o ROI. Onde fica o engajamento com sua marca? Infelizmente muitas empresas adotam esse comportamento apenas para ter números altos, que impressionam leigos pela quantidade e não pela qualidade.

6. Estar presente em todas as mídias sociais do mundo

Não banque ser o ~onipotente e onipresente~ nas mídias sociais. Como na publicidade, você deverá ter um planejamento onde a base é segmentar os seus consumidores, determinar o que queremos com a marca e partir para a ação.

Descubra onde está seu público e invista. Estar em todas as mídias sociais não irá aumentar o engajamento com a sua empresa e nem irá fazer ganhar admiradores e clientes fiéis.

7. Spam é a pior solução

spam

Você tem uma ideia para lançar seu produto e lança uma promoção para conseguir ter uma base de fãs para sua marca. Daí você passa a enviar praticamente a mesma mensagem todos os dias. Pior, existem casos em que algumas empresas ou funcionários dela fazem menções com spam da marca.

DICA DO FERA:

Uma dica que eu dou é: não sufoque o perfil de sua empresa com muitas mensagens ou mensagens num curto intervalo de tempo.

8. Não seja muito pessoal

Essa é uma discussão que dá o que falar. Uma das recomendações nas mídias sociais é que uma empresa deve manter seu tom corporativo, mas isso tem mudado. Começou com a Prefs e está se espalhando.

As mídias sociais permitem que as empresas tenham recursos mais próximos, emocionais e íntimos para alcançar os corações dos usuários.

Comportamento empresarial não deve ser esquecido. Eu sei que é engraçado, gera buzz, memes e etc. Mas será que vende? Ou melhor, será que essa estratégia é o que a marca realmente pensa? Não irei me estender neste assunto, pois o Eden Wiedemann já escreveu sobre na semanas atrás.

9. Não utilizar ferramentas para o gerenciamento de mídias sociais

Um erro básico. As ferramentas de gestão como o Hootsuite ou TweetDeck ajudam a simplificar a atualização e gerenciamento de perfis sociais, e acrescentando algumas características que elas nem sempre tem, como agendamento e métricas. Só não pense que o Hootsuite ou o TweetDeck podem fazer todo o trabalho automatizado. Conteúdo agendado também deve ser monitorado.

10. Não medir resultados

Se sua marca está nas mídias sociais, você deve saber o que estão falando sobre ela. Não monitorar sua marca é o mesmo que nada. Como você irá saber o que seu público deseja? Se seu produto está agradando ou se seus fãs estão realmente consumindo sua marca. Não esqueça, não mensure apenas números e sim comportamentos.

“Mídias sociais são relacionamentos e relacionamentos são negócios disfarçados” (André Damasceno)


Este texto foi originalmente publicado no meu perfil do Medium

 

Comente aqui

Thiago Acioli

Publicitário, Pós-graduado em Marketing Estratégico e criador do Publicitários Social Club.